Nzadi, língua Banto falada pelos pescadores do Rio Kasai na República Democrática do Congo

Esta publicação apresenta a primeira documentação do Nzadi, língua Banto falada pelos pescadores do Rio Kasai na República Democrática do Congo (DRC). O número de falantes de Nzadi não é conhecido, mas é estimado em poucos milhares. Nzadi tem três dialetos, Ngiemba, Lensibum e Ndzé Ntaa. Produto de extensivo estudo pelos autores e participantes em pesquisas de campo e grupos de estudo na Universidade de Califórnia em Berkeley, e consiste em 10 capítulos que abragem a fonologia, sistema tonal, morfologia e estrutura frasal, seguido de apêndices sobre as mudanças tonais do Proto-Banto para o Nzadi. Há também três textos e um lexico de 1.100 entradas, contendo o número de espécies de peixes locais. Até a realização deste trabalho, a língua Nzadi nem sequer havia sido citada na literatura, e atualmente continua não sendo catalogada como língua ou dialeto. O interesse no estudo da língua Nzadi é sua considerável simplificação gramatical, resultando em estruturas um pouco diferentes daquelas do cânone da língua Banto. Embora Nzadi tenha perdido muito da morfologia aglutinante hereditária, ainda há prefixos reconhecíveis em substantivos e um reflexo de concordância de classe de substantivos em construções genitivas. Essa sucinta, porém compreensiva gramática, permite um amplo entendimento da fonologia, gramática e propriedades semânticas que são de potencial interesse não só aos estudiosos de Banto, africanistas e todos os interessados neste campo mas também aos tipologistas, linguistas e estudantes.